- Variedades -

Entre o conforto e a esportividade

23.04.2019

Dono de um projeto moderno, o T-Cross é lançado no mercado brasileiro simultaneamente com Alemanha e China.

Um dos carros mais aguardados dos últimos tempos, o SUV compacto da Volkswagen está nas lojas desde o final de março com credenciais que podem levá-lo à liderança do segmento repleto de concorrentes  a começar pelo Ford EcoSport, que estreou em 2003 e por muito tempo reinou sozinho.

Como é um carro novo, o interesse sobre seu desempenho é muito grande.

Confira agora as primeiras impressões. O test-drive ocorreu em Belo Horizonte, no último dia 13 de março, durante o lançamento à imprensa especializada, a convite da montadora. Saindo do bairro de alta classe Belvedere, uma belíssima estrada sinuosa levava à cidade de Brumadinho, tristemente conhecida em todo o País pela tragédia na barragem.

O destino final foi a Serra da Moeda, que se eleva a 1,5 mil metros em relação ao nível do mar e que os mineiros ‘‘modestamente’’ chamam de Topo do Mundo. E para chegar ao Topo do Mundo, nada melhor do que a versão topo de linha Highline, equipada com o 1.4 250 TSI Total Flex de 4 cilindros e 150 cv (a 5.000 rpm).

O desempenho prometido é comprovado já nas primeiras aceleradas. O turbo e a injeção direta desenvolvem torque máximo de 25,5 kgfm, que chega bem cedo, a apenas 1.400 rpm.

A transmissão automática tradicional de seis marchas com função Tiptronic tem ótimo escalonamento e atua com suavidade. Resultado: basta pisar pouco para o carro ganhar velocidade rapidamente.

Nesta versão, conforme medições da fábrica, são necessários apenas 8,7 segundos para sair da imobilidade e chegar aos 100 km/h, um pouco mais rápido que o Jetta, que usa o mesmo motor e necessita de 8,9 segundos para cumprir a prova. Já a velocidade máxima é de 198 km/h.

A engenharia da Volkswagen fez a lição de casa também na hora de ajustar a suspensão, aprovada com nota 10: a calibragem firme não permite rolagem excessiva da carroceria e ainda proporciona boas doses de conforto.

O painel de linhas horizontais é praticamente o mesmo do Polo e agrada não só pelo visual, mas pelos materiais de boa qualidade.

•Os preços do T-Cross oscilam entre R$ 84,9 mil e R$ 109,9 mil. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade