- Turismo -

Zerando casos de Covid, Noronha é destino seguro

05.08.2021 por Luana Rodrigues

Enquanto o Brasil ainda registra um número expressivo de infectados com a Covid-19, Fernando de Noronha, localizada a 500 quilômetros de Recife/PE, zerou os casos da doença, de acordo com a administração local. Essa já é a quarta vez que o distrito consegue anular o número de pessoas doentes com o vírus e a primeira desde a reabertura para o turismo.

Um dos destinos mais desejados pelos brasileiros, Fernando de Noronha é famosa por conta de suas praias paradisíacas, sol e paisagens naturais exclusivas, além de hotéis e pousadas aconchegantes. Uma das medidas adotadas para combater o vírus em Noronha é a realização obrigatória de testes para Covid-19 para ter acesso ao local.

Por esses e outros motivos, Fernando de Noronha se tornou um dos lugares mais seguros para férias, passeios e até mesmo para trabalhar em home office durante a pandemia. Para entrar, os visitantes precisam apresentar um teste de identificação da Covid 19, realizado 48 horas antes do embarque.

"Temos uma natureza exuberante. Os visitantes têm a opção de fazer passeios de barco e trilhas, sem falar da gastronomia riquíssima e pousadas muito bem equipadas e charmosas. O entretenimento está funcionando bem, seguindo as normas dos protocolos para que todos visitem o paraíso em segurança", comenta a empresária Adriana Flor, responsável pela pousada Mar Aberto.

O site oficial da Associação das Pousadas de Fernando de Noronha é uma das plataformas para garantir a hospedagem. Fazer a reserva é bem simples. Basta acessar o site, disponível em www.apfn.com.br, preencher o check-in e check-out, quantidade de adultos e crianças e escolher uma pousada. Em seguida, o usuário será direcionado para a página de reservas da pousada escolhida.

Foto: Divulgação

Dica
O turismo na ilha acontece o ano inteiro, porém, dependendo do seu propósito, há épocas melhores para viajar. Para quem prefere um mar tranquilo e com poucas ondas, a dica é ir entre agosto e setembro. As chuvas acontecem principalmente no primeiro semestre, mas o sol costuma aparecer o ano todo e normalmente as chuvas são passageiras. Temporada de férias, feriados e, entre a segunda quinzena de dezembro até o fim de janeiro, são períodos de alta temporada em Noronha, ou seja: com preços nas alturas! Se quiser economizar, evite viajar nessa época.

Pulseira eletrônica
A partir de 15 de agosto os turistas que forem a Noronha poderão realizar compras por meio de uma pulseira eletrônica, sem uso de internet. A solução surgiu na tentativa de suprir a dificuldade do arquipélago em processar transações devido à internet precária.

A pulseira poderá ser usada em diversos estabelecimentos, como restaurantes, hotéis, pousadas, embarcações, táxis, ônibus, entre outros, desde que tenha sido recarregada com créditos, via cartão ou PIX, pelo site Sou Noronha ou, ainda, em pontos físicos espalhados pela ilha.

Elas serão distribuídas gratuitamente no desembarque dos visitantes e deverão ser devolvidas no retorno. Quem desejar levar a sua para casa, terá que pagar uma taxa no valor de R$ 20.

Foto: Divulgação

Publicidade
Publicidade
Publicidade