- Turismo -

Noruega: 5 lugares que você precisa ir

21.05.2019 por Bruna Kirsch

Terra dos fiordes, das auroras boreais, dos vikings e do bacalhau. A Noruega é um país repleto de atividades para os turistas durante o ano todo, mas é no inverno que ela ganha um charme ainda mais especial.

As temperaturas caem e o branco da neve toma conta das cidades. Os cruzeiros se tornam mais procurados, principalmente para quem sonha em ver o fenômeno das auroras boreais. Selecionamos cinco cidades incríveis que merecem a sua atenção.

BERGEN •

Bergen é a segunda maior cidade da Noruega e encontra-se acolhida pelos contornos das montanhas, com vista para o mar, abraçando o visitante.Para os padrões noruegueses, Bergen é um grande centro urbano embora preserve todo o charme e atmosfera das pequenas cidades.

Foto: Losa e Roberto Kirsch/Divulgação e Fotolia

Cerca de 10% da sua população é composta por estudantes, o que acrescenta um clima jovem e descontraído à cidade. Além de muitas opções de museus, galerias de arte, eventos culturais e atrações gastronômicas, Bergen reúne qualidades cênicas únicas.

Também é conhecida pelas famosas sete montanhas que circundam a área central da cidade.

Foto: Losa e Roberto Kirsch/Divulgação e Fotolia

A mais alta é o Monte Ulriken, com 643 metros de altura, e que pode ser visitada por meio de um bondinho. Outra delas é o Monte Floyen, que permite ao turista subir até seu pico por um funicular, com visão privilegiada da cidade. Fundada há mais de 900 anos, Bergen era a antiga capital da Noruega e tem suas raízes nos tempos remotos da Era Viking.

Bryggen é o complexo histórico remanescente de maior importância deste período e hoje abriga muitos dos restaurantes, bares, lojas de artesanato, souvenirs e museus da cidade, e é considerado Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco.

Foto: Losa e Roberto Kirsch/Divulgação e Fotolia

O quarteirão de casinhas coloridas que datam do século 14 fica bem ao lado do porto de Bergen, de onde partem os navios que percorrem sua costa.

Apesar da atmosfera extremamente acolhedora da região, o frio costuma imperar na maior parte do ano, e a chuva no inverno cai quase todos os dias (nos mais gelados, a neve também aparece por lá)

• Dica •

Foto: LOSA E ROBERTO KIRSCH/DIVULGAÇÃO E FOTOLIA

Uma ótima maneira de fazer o trajeto entre Oslo e Bergen é usando o trem. Aliás, esta é considerada uma das mais lindas viagens de trem do mundo.

O passeio dura cerca de 7 horas, mas a paisagem inspiradora não dá lugar ao tédio. Você vai ficar hipnotizado pela beleza das paisagens e das casinhas coloridas típicas do país.


• CABO NORTE • 

Foto: LOSA E ROBERTO KIRSCH/DIVULGAÇÃO E FOTOLIA

O Cabo Norte, chamado em norueguês de Nordkapp, é o ponto mais setentrional da Europa. Ele fica no extremo Norte do país, onde o Oceano Atlântico encontra o Oceano Ártico e suas águas gélidas se misturam. Não há terra firme entre o Cabo Norte e o Polo Norte, com exceção do arquipélago de Svalbard.

No inverno o ponto forte são os passeios de trenós puxados por cães e os passeios em motos de neve, sempre buscando os melhores cenários para a observação das auroras boreais. Já no verão, uma curiosidade é que o sol não se põe durante cerca de dois meses e meio, e os visitantes podem apreciar o famoso sol da meia-noite.

Foto: LOSA E ROBERTO KIRSCH/DIVULGAÇÃO E FOTOLIA

Com seu penhasco avançando sobre o mar, o planalto projeta-se a 307 metros acima do nível do mar. O centro de visitação do Cabo Norte é conhecido como North Cape Hall e abriga várias exposições durante o ano.

Há também uma capela no local, a St. Johannes Kapell, que é um destino popular para casamentos em razão da sua condição de capela ecumênica mais setentrional do mundo. 

Foto: LOSA E ROBERTO KIRSCH/DIVULGAÇÃO E FOTOLIA

 A ilha de Magerøya, nos domínios do Cabo Norte, abriga outros segredos. Visite o penhasco de Gjesværstappan, lar de centenas de milhares de papagaios-do-mar, alcatrazes e cormorões. Uma caminhada até o arco natural de Kirkeporten oferece uma vista impressionante do Cabo Norte.

Mais desafiadora ainda é a caminhada até o Cabo Knivskjellodden, o ponto mais setentrional em Magerøya, onde é possível observar o penhasco do Cabo Norte a partir de um ângulo privilegiado.

• OSLO •

A maior cidade do país e um polo cosmopolita  com muitos museus, restaurantes, lojas, além de uma bela arquitetura. Assim é Oslo, uma capital situada entre o Fiorde de Oslo e colinas cobertas de
florestas, motivo pelo qual foi nomeada Capital Verde da Europa de 2019 por sua dedicação à preservação de áreas naturais e à redução da poluição.

Aliás, ela é uma das capitais que mais cresceu na Europa  na última década. Oslo é cheia de energia e é a sede de muitas das instituições culturais mais prestigiadas do país.

Foto: LOSA E ROBERTO KIRSCH/DIVULGAÇÃO E FOTOLIA

Espetáculos de ópera, balé e teatro de primeira qualidade são apresentados durante todo o ano e os amantes da arte podem ver obras famosas no Museu Nacional e no Museu Munch, além de visitar as muitas galerias da cidade.

Foto: LOSA E ROBERTO KIRSCH/DIVULGAÇÃO E FOTOLIA

Oslo quer oferecer experiências agradáveis aos visitantes, mas também preservar a natureza, a cultura e o meio ambiente locais. O pequeno centro da cidade é seguro e fácil de explorar a pé ou de
bicicleta, e o sistema de transporte público eficiente faz a cidade inteira ser acessível.

Durante sua estada em Oslo caminhe pela floresta, mergulhe no fiorde, faça atividades esportivas, visite lojas de grifes, aprecie um concerto musical e desfrute do ritmo urbano dos cafés.

Foto: LOSA E ROBERTO KIRSCH/DIVULGAÇÃO E FOTOLIA

Na estação mais fria do ano, entre novembro e março, as temperaturas ficam em torno de zero grau.Por isso, combine a agitação e a vida notur- na da capital com aventuras de esqui.

Os parques da cidade se convertem em paraísos brancos, onde crianças brincam na neve e deslizam pelas pistas e tobogãs. Não se surpreenda ao encontrar pessoas equipadas com esqui bem no Centro da cidade.

• TROMSO •

Tromsø é o lugar ideal para avistar as auroras boreais e oferece a combinação perfeita entre atividades ao ar livre, vida noturna agitada e muitas oportunidades para saborear a comida local. Tromsø encontra-se situada a 350 quilômetros ao Norte do Círculo Polar Ártico.

Foto: LOSA E ROBERTO KIRSCH/DIVULGAÇÃO E FOTOLIA

Ela é cercada por íngremes montanhas e por profundos fiordes que ficam tão perto do Centro, que é possível admirá-los da rua principal.

É um lugar onde natureza e cultura andam lado a lado e por lá as programações incluem visitas a um aquário, museus, ao jardim botânico mais setentrional do mundo, caminhadas, passeios de trenós puxados por cães, safáris de observação de baleias, passeio de teleférico, festival das auroras boreais, entre outros.

Foto: Basting Christiane

A cidade é um destino popular para pessoas ansiosas por conhecerem o fenômeno das auroras boreais, que acontece em um período que estende-se de setembro até março.

Entretanto, as chances de encontrar as auroras boreais dependem de fatores que tornam o espetáculo difícil de se prever, como a formação de nuvens e a intensidade da atividade solar. De 20 de maio a 20 de julho o sol da meia-noite brilha nos céus e permite a realização de várias atividades durante 24 horas do dia.

Foto: Rolf Fischer

Em geral, o clima em Tromsø é ameno para uma localidade tão próxima ao Ártico. Porém, se quiser ter a chance de ver as auroras boreais, terá que ir à cidade em um dos meses mais frios, então prepare-se para enfrentar noites com temperaturas negativas.

O acesso a Tromsø é fácil, seja a partir de outras cidades norueguesas ou mesmo do estrangeiro.

• TRONDHEIM •

Foto: LOSA E ROBERTO KIRSCH/DIVULGAÇÃO E FOTOLIA

Com 193 mil habitantes, Trondheim não é uma cidade grande comparada a outras da Europa. No entanto, ela é a terceira maior cidade da Noruega e tem uma enorme variedade de atrações, principalmente culturais que pode ser atribuída em parte aos seus mais de 30 mil estudantes.

A animada cidade abriga alguns dos pontos mais populares da região de Trøndelag, ruas comerciais aconchegantes e uma série de restaurantes e bares especializados em produtos locais. Não deixe de visitar a região histórica de Bakklandet.

Foto: LOSA E ROBERTO KIRSCH/DIVULGAÇÃO E FOTOLIA

A catedral de Nidaros é impressionante. É a igreja mais importante da Noruega e foi construída sobre o túmulo de São Olavo, em 1070.

Trondheim ainda abriga museus famosos que costumam receber exposições importantes, como o Museu Nacional de Artes Decorativas, o Museu de Arte de Trondheim e o Museu do Palácio do Arcebispo.

Já outras instituições se concentram em temas mais próximos do cotidiano, como o Rockheim, o museu norueguês de música popular.

Foto: LOSA E ROBERTO KIRSCH/DIVULGAÇÃO E FOTOLIA

Há muitas opções para se chegar a Trondheim e andar pela cidade. A uma distância curta do Centro, percorrida pelo bonde mais setentrional do mundo, o Gråkallbanen, fica o Bymarka.

Esse famoso parque nacional ideal para caminhar ou correr e conta com trilhas bem demarcadas que atravessam a reserva e levam a mirantes, áreas de descanso e barraquinhas de comida e bebida.

Publicidade
Publicidade
Publicidade