- Gente -

Fabiana Karla é pura Luz!

07.05.2021 por Adriana Sikora Barboza

Foto: Divulgação Iluminada! Assim é a atriz pernambucana Fabiana Karla: alto astral por onde passa, esbanjando alegria, beleza, autoestima e muita confiança. No mês de abril, ela esteve no Rio Grande do Sul a convite da Piccadilly, marca da qual é embaixadora da tecnologia Maxi, utilizada nos calça dos e reconhecida pela Anvisa.

Na entrevista a seguir concedida via videochamada, você descobre mais sobre sua relação com os Pampas, o amor pela moda sem abrir mão do conforto, sua faceta empreendedora e, é claro, a carreira como atriz e agora também produtora de seu novo filme, Lucicreide Vai pra Marte.

A produção narra a saga de uma de suas personagens mais marcantes e de sua autoria, em uma carreira de sucesso iniciada aos 14 anos de idade que inclui seriados como A Grande Família, o humorístico Zorra Total, além de diversas novelas e filmes.


Como está sendo sua passagem pelo RS?
Fabiana – Minha relação com os Pampas é antiga. Tenho o maior carinho pela comunidade que é muito acolhedora, é um verdadeiro amor pelos gaúchos. Tenho primos em Porto Alegre e também já tive a felicidade de gravar um especial com a dupla Kleiton e Kledir (CD Par ou Ímpar, de 2012, que virou um espetáculo musical, teatral e circense com o grupo Tholl) e não abro mão de um bom chimarrão. Sempre que venho aqui me sinto em casa.

Você é embaixadora da marca Piccadilly e de uma tecnologia exclusiva. Qual a importância do conforto no dia a dia da mulher moderna?
Fabiana – Me sinto muito honrada de representar essa marca, muito orgulhosa de atrelar meu nome a essa empresa familiar com mulheres no comando, a qual acredito no trabalho sério. A Piccadilly tem a tecnologia Maxi, exclusiva certificada pela Anvisa, ou seja, busca soluções além da moda, visando benefícios à saúde. Marcas familiares trazem muita verdade. Admiro muito todo o trabalho realizado de criar sapatos confortáveis que tenham a ver com diferentes personalidades e que encoraja as mulheres, que abraça a mulher que você já é!

Em tempos de pandemia, o conforto se tornou ainda mais essencial?
Fabiana – Sempre primei pelo conforto, sou zero a mulher que vai com um super salto em uma festa. Adoro um salto 5, escolho meus looks a partir do modelo do sapato (risos)! Agora na pandemia, mesmo estando em casa, nada melhor do que um chinelo lindo e gostoso. E hoje em dia tudo é instagramável, a gente adora mostrar o que usamos nas redes sociais. Em breve a Piccadilly vai lançar um modelo que ainda é surpresa e promete ser xodó.

Em quais momentos o conforto e a moda estão presentes em sua rotina?
Fabiana – A moda sempre esteve presente na minha vida, desde criança faço a minha própria moda, gosto de entender as tendências. Acredito que a moda é um estado de espirito, sempre misturei várias identidades, mas o tempo mostra o que vale a pena, o que te valoriza. Sou muito fã das cores, da alfaiataria, de formas fluidas. A moda me ajuda a pôr para fora o que eu estou sentindo por dentro. Sempre contestei os padrões: ‘quem disse que não posso usar? Posso sim!’ O único padrão é se sentir bem. Isso vale também para os homens, meu marido é vaidoso e fica muito feliz de usar suas roupas preferidas. Sobre o mercado em geral, acho que ele ainda engatinha. Muitas marcas que se dizem Plus Size, por exemplo, e não são, constrangendo as pessoas na hora de vestir. Acredito que a indústria precisa diversificar tamanhos de verdade. Por isso, admiro a Piccadilly que é uma marca aberta a essas transformações. Meninas, eles estão pensando em vocês!

Você prioriza o conforto para desempenhar seus múltiplos papeis no dia a dia, como mãe, esposa, profissional? De que forma?
Fabiana – Conforto é uma palavra-chave de fato na minha vida, agora mais do que nunca: gosto de ter a casa como um ninho acolhedor para mim e para minha família, com o melhor sofá, uma comida gostosa, cobertinhas em dias mais frios, chocolate quente... E os calçados confortáveis e lindos entram na lista também.

Você é referência em autoestima e defesa da desconstrução de antigos padrões para o público feminino. Como você vê a construção da sua autoconfiança e autoamor?
Fabiana – Tenho uma base familiar muito boa, meus pais me ensinaram a ser feliz com poucas coisas, a degustar as coisas boas da vida, a admirar a beleza da natureza, valorizar o riso... Me ensinaram a me sentir valiosa, a exaltar a minha inteligência. Sempre fui forte e minha família me ajudou a ser lapidada. Meu conselho aos pais é que estimulem seus fi lhos a estudarem, a serem felizes, sem crenças limitantes. Defendo as causas que acredito e, por ser uma figura pública, tento ampliar os acessos e as oportunidades a tantas outras pessoas que se identificam comigo.

Qual sua mensagem de encorajamento feminino para nossas leitoras?
Fabiana – Minha dica é se perceber, interna e externamente, se conhecer e se olhar mais, se olhar no espelho mesmo, conhecer todos os seus melhores ângulos e se interessar em saber o que te agrada, o que te valoriza e faz bem. Não podemos ser omissas com a gente mesma. Em relação a procedimentos estéticos, particularmente sou medrosa, mas se estiver a fim eu faço. Sou a pessoa que age. Se estou triste ou não gosto de algo, não fico parada. Sem vitimismo, não faz sentido sofrer. Meninas obesas podem lidar de diferentes formas com suas escolhas e devem ser respeitadas sempre. Não se sintam julgadas, se amem muito.

Recentemente você apresentou o projeto Falas Femininas. Qual foi a importância?

Fabiana – O Falas Femininas foi um projeto feito por mulheres desde o embrião, tive oportunidade de criar desde a semente e foi regada com muito carinho. Mostramos a vida de cinco mulheres com vidas comuns, mas cheias de histórias de superação. Demos luz para vozes serem amplificadas, vozes femininas que vivem na periferia, no meio rural. Em suas falas, nos reconhecemos nelas. Os depoimentos inspiram a todos, não só as mulheres.

Quais são seus projetos atuais e futuros?
Fabiana – Atualmente tenho vários projetos acontecendo. No cinema, atuei e produzi o filme Lucicreide vai pra Marte que já estreou nos cinemas e agora está disponível nos principais canais de entretenimento. Em tempos de pandemia, o humor é um bálsamo para quem pode assistir do conforto do lar. Também tenho minha linha de roupas fitness e beachwear com foco em moda democrática e colorida e meu trabalho com a Piccadilly.

Fabiana Karla para Piccadilly Foto: Fabiana Karla para Piccadilly - Foto/Divulgação

Fabiana Karla em cena no filme Lucicreide vai pra Marte Foto: Fabiana Karla em cena no filme Lucicreide vai pra Marte - Foto/Divulgação
Ana Carolina Grings, sócia-próprietária da Piccadilly e Fabiana Karla Foto: Ana Carolina Grings, sócia-próprietária da Piccadilly e Fabiana Karla - Reprodução/Instagram
Fabiana e os três filhos: Beatriz, Laura e Samuel Foto: Fabiana e os três filhos: Beatriz, Laura e Samuel - Reprodução/Instagram
Fabiana e o marido Foto: Fabiana e o marido Diogo - Reprodução/Instagram

Publicidade
Publicidade
Publicidade