- Decoração -

Salão do Móvel de Milão 2019

17.05.2019

Entre as muitas exposições e instalações: mobiliário, luminárias e objetos continuam sendo os verdadeiros protagonistas da semana de design

Foto: Eduardo Perez

O mobiliário certamente é o personagem principal da semana de design mais importante do mundo, o Salão do Móvel de Milão. Mas a arte e as novas tecnologias vêm ganhando um espaço considerável.

Na Euroluce, os formatos e a maneira como a luz se manifesta estão cada vez mais ligados a novos materiais. Uma das tendências da iluminação desta edição é a flexibilidade da forma luminosa, com diferentes aplicações, interpretações e inovações digitais: temperatura, movimento e difusão sonora. Foto: Simiane Gil/Especial

Outras tendências identificadas são as explosões de cores que foram vistos as marcas Moroso, Vitra Paola Lenti, Normann Copenhagen, Marset e Louis Vuitton.

Instalações e ambientes cada vez mais pensados para se tornarem instagramáveis, os mais clicados foram: COS, Gucci, Far - Nilufar Dpot, Blu Velasca - Ingo Maurer, Borboletas do Palácio - Fundação Pini, IQOS – Ziper, A Casa de Lã – Alessandra Roveda para Missoni, Design Safari – As Girafas de Queeboo por Marcantonio, The Manzoni - Tom Dixon, Dimoregallery e B&B + Gateano Pesce na instalação em frente ao Duomo - Sofrendo a Majestade. Foto: Sony/Divulgação

Todos os anos durante a MDW, tanto no Salone del Mobile como no Fuorisalone, são apresentados novos produtos, seja nas criações únicas ou em escala industrial, em reedições, novas cores ou texturas. Muitos dos lançamentos vistos não serão produzidos, pois não passam no teste de aceitação entre o público visitante. Foto: SAVERIO LOMBARDI VALLAURI

Já outros chamam atenção e ditam novas tendências. Nesta edição a inteligência artificial entra em cena e pensa no conforto do homem através de um algoritmo produto apresentado pela Kartell e assinado por Philippe Starck, nos fazendo refletir sobre a relação entre seres humanos e robôs.

As marcas que investiram e se destacaram neste segmento foram Sony, Lexus, Samsumg, Nendo, LG Electronics (com o primeiro televisor OLED roll-up com uma tela projetada pela Foster + Partners) e a instalação Acqua em homenagem a Leonardo da Vinci. Foto: Simiane Gil/Especial

Chama a atenção a preocupação com a sustentabilidade, tema que norteou muitas exposições e novos produtos. E quando nos deparamos com este apelo sustentável? E o tradicional plástico? Seria melhor não usá-lo? Parece que a direção é essa, mas enquanto isso não acontece, grandes e jovens talentos do design foram provocados por Rossana Orlandi a pensar sobre o que fazer com o que está sufocando nossos mares.

O resultado é impactante na exposição Ro Garage e na instalação Help the Planet, Help the Humans de Maria Cristina Finucci promovida pela Interni, onde foram usadas tampinhas de garrafa pet ocupando uma área nobre de exposições na Universitá Degli Studi di Milano, um verdadeiro grito de socorro. Foto: Mattia Campo

E o design brasileiro finalmente fixou sua bandeira em Milão, seja em exposições coletivas, individuais, produtos e em palácios. Somos tendência! Os Irmãos Campana estavam onipresentes com instalações para Melissa e Interni Magazine e peças para Edra, Artemide, Louis Vuitton e Nodus, orgulho nacional. Foto: Simiane Gil/Especial

Outros designers que ganharam destaque foram: Zanine Caldas, Marcio Kogan, Zanini de Zanine, Jader Almeida, Ronald Sasson, Gustavo Martini, Marilia Zimmermann, Pedro Franco, Rodrigo Ohtake, Murilo Weitz entre tantos outros e marcas que encantaram com suas criações.

A semana de design de Milão 2019 propõe um diálogo sobre o mundo em que vivemos e no qual queremos viver daqui para frente.

Você sabe em que mundo quer viver em um futuro próximo?

Publicidade
Publicidade
Publicidade