- Gastronomia -

Para aderir!

11.12.2017

Já ouviu falar do kombucha? E do painço? Para entender porque estes dois ganharam status de “superfoods”, convocamos a nutricionista clínica, funcional e esportiva Sirlete Medeiros de Abreu. Aqui ela nos conta quais são de fato os benefícios e as curiosidades do chazinho e da ração que se transformaram em opção cool e saudável neste verão. E aí, vai aderir?

Painço não é comida só para passarinhos!


O que é?
Difundido pela apresentadora Bela Gil, o painço é um cereal cultivado e consumido há milênios por povos do sudeste Asiático e da África. No Brasil, até pouco tempo era naturalmente utilizado como alimento para pássaros, mas ganhou o prato dos saudáveis por conter um mix de nutrientes superbenéficos à saúde – e outros tantos para a beleza. Mas, vale salientar: na hora de comprar fique de olho, pois o painço deve ser específico para o nosso consumo (e não dos passarinhos!)

Possui glúten?
O painço puro não possui glúten e pode ser consumido por pessoas com doença celíaca ou em dieta restritiva, por exemplo. Porém, deve-se tomar cuidado ao adquirir o produto, checando no rótulo se não há a inserção de algum outro cereal restritivo.

Contraindicações
O produto é contraindicado para pessoas com diverticulose/diverticulite ou com indicação clínica de dieta restrita em fibras.

Composição Nutricional
A cada 100g do produto, encontramos cerca de:
• 120 calorias
• 12,5 gramas de proteína
• 31,8 gramas de carboidratos
• 3,5 gramas de gorduras totais
• Alto teor de fibras solúveis e insolúveis.
• Boa quantidade de minerais e aminoácidos essenciais para o bom funcionamento do organismo, tais como: triptofano, manganês, magnésio, potássio, vitaminas do complexo B e silício.

Como usar
O painço é democrático e aí está um de seus grandes atrativos. Pode fazer às vezes de arroz, ser usado junto a um refogado, para fazer risoto ou até como se fosse um tabule... Neste caso, a dica da nutricionista é colocar bastante tempero verde fresco picadinho e regar com azeite de oliva e um pouco de suco de limão.

Possui alguma indicação específica?
O painço contém uma quantidade considerável de silício orgânico que promove a biossíntese de elastina e colágeno do tipo I, responsáveis pela manutenção da saúde da pele, cabelos e unhas. Ou seja, o aumento do consumo de alimentos ricos em silício favorece o rejuvenescimento da pele com ação na neutralização de radicais livres.


Arroz de painço


INGREDIE NTES
• 1 xícara de painço
• 3 xícaras de água
• cardamomo, sal e gengibre a gosto

MODO DE PREPARO
• Lave bem o painço até a água ficar cristalina.
• Coloque em uma panela com um fio de azeite, sementes de cardamomo e gengibre cortado em pequenos pedaços. Refogue.
• Acrescente as xícaras de água, o sal e espere ficar pronto.


Kombucha, a bebida milenar


O que é?
O kombucha é considerado uma bebida medicinal e pode ser uma bela opção para substituir sucos ou mesmo drinks, já que permite ser saborizado das mais diferentes maneiras – aliás, justamente por ser uma “bebida viva” você precisa experimentar e encontrar o seu preferido, seja fazendo em casa ou comprando por aí! Mas, basicamente, esta bebida milenar é feita de chá preto ou chá verde fermentado por um scoby (cultura simbiótica de bactérias e leveduras que você pode conseguir com aquele amigo saudável ou mesmo no Facebook, onde há grupos ativos focados nisso).

Origem
O primeiro registro de produção vem da Ásia, há mais de 2 mil anos. A lenda mais conhecida diz que um médico coreano curou um imperador japonês com essa bebida chinesa! “Kombu” seria o nome do médico e “cha” representa do que ela é feita. Na época, era conhecido como “chá da imortalidade”.

Benefícios
O kombucha é, acima de tudo, um alimento probiótico, ou seja, contém micro-organismos com efeito benéfico à saúde, especialmente na regeneração da flora intestinal. Muitos estudos recentes relacionam o kombucha à diminuição da atividade das células cancerígenas, diminuição de níveis de colesterol ruim, aumento do colesterol bom, diminuição da glicose plasmática, dentre outros vários efeitos a serem comprovados pela ciência.

Contraindicações
Não possui contraindicações, entretanto, por se tratar de um produto vivo e com sabor peculiar, recomenda-se que o consumo vá, aos poucos, aumentando a cada dia. Mesmo se tratando de um produto benéfico, é possível haver alguma irritabilidade gástrica ou intestinal bem pontual. Pode ser utilizado por diabéticos, pois o açúcar é utilizado na fermentação, porém, recomenda-se avaliar os teores de açúcar de produtos vendidos no mercado.


Composição Nutricional
A cada 100g do produto, encontramos cerca de:
• 30 calorias
• 3,3g de carboidratos
• 0,8g de proteínas
• É rico em antioxidantes, vitaminas do complexo
B, vitamina C, aminoácidos, eletrólitos e
enzimas.


Faça você mesmo


INGREDIENTES
• 2 litros de água mineral
• ¾ xícara de açúcar cristal orgânico (150 gramas)
• 5 sachês de chá preto (7 gramas)
• 2 colheres (sopa) de vinagre de maçã (ou 1 xícara de chá já
fermentado)
• 1 unidade de scoby

MODO DE PREPARO
• Em uma panela, ferva 2 litros de água e assim que começar a borbulhar, desligue o fogo. Coloque o açúcar e mexa até dissolver.
•Acrescente os sachês de chá. Deixe descansar de 10 a 15 minutos, descarte os sachês e espere o chá esfriar. Coloque o líquido em um recipiente de vidro e acrescente o vinagre de maçã (ou o chá fermentado). Coloque o scoby (ele é fundamental para o chá fermentar). Cubra o recipiente com um pano limpo e prenda com um elástico. Deixe fermentar de 12 a 25 dias em um ambiente seco, arejado e sem incidência de luz direta.
• A partir do 12o dia, prove um pouco todos os dias até que chegue a um sabor azedinho e levemente adocicado que seja agradável ao paladar. Retire o scoby da jarra e guarde-o em outro recipiente com um pouco de kombucha para uma próxima fermentação. O líquido está pronto para beber, mas é possível fazer uma segunda fermentação.
• Encha garrafinhas ou potes de vidro com o kombucha até um pouco mais da metade. Preencha o restante com o suco/frutas de sua preferência e feche bem. Coloque as garrafas fechadas em ambiente seco, fresco, longe da luz e deixe-as descansar de 3 a 5 dias. Refrigere antes de consumir.

Publicidade
Publicidade
Publicidade