Revista Like Magazine

Este site foi desenvolvido com uma tecnologia que este navegador não suporta.
O navegador que você está utilizando está desatualizado. Ele possui falhas de segurança e uma lista limitada de funcionalidades. Você perderá qualidade na navegação em alguns sites.


Escolha um novo Navegador e navegue com mais segurança

Estas são as últimas versões dos navegadores gratuitos mais utilizados.



Um novo conceito de zoo em Gramado

11/07/2016 / Por: Bruna Kirsch

Eles vivem em paz, demonstram bem-estar e são cuidadosamente tratados por uma equipe de primeira. Estamos falando dos moradores do GramadoZoo, o zoológico mais brasileiro do Brasil. São cerca de 800 animais, todos da fauna brasileira. "Pensamos que se o visitante conhece o que tem no nosso País, é o primeiro passo para entender porque tem que cuidar daquele animal e, se ele cuida, acaba ajudando a zelar pela mata e conservar as espécies”, acredita a bióloga Tatiane Takahashi Nunes. Um diferencial do zoo é que os animais ficam em viveiros de imersão que reproduzem com fidelidade o habitat das espécies. Ao entrar no zoo você será surpreendido e poderá caminhar entre espécies de belas aves, como tucanos, papagaios e araras. Todos vivendo em perfeita harmonia com os visitantes, que têm o dever de respeitar o espaço dos animais.

Vivem no zoo gramadense várias espécies em extinção, e lá eles passam por pesquisas e estudos para reproduzirem e serem reinseridos na natureza. A estrutura do zoológico também conta com hospital veterinário, berçário e ambientes climatizados para os animais que necessitam de um clima mais quente. Um dos fatores mais importantes é lembrar que o parque não é apenas um espaço turístico recreacional. É um espaço de preservação animal, pesquisa, educação e conservação ambiental. Em funcionamento desde 2008, em todo o percurso o visitante recebe informações através dos educadores ambientais e de placas ilustrativas. Não é à toa que o GramadoZoo foi o campeão na categoria Melhores Zoológicos e Aquários – América do Sul, em 2015, pelos usuários do TripAdvisor.

 

Reintrodução na natureza

O zoo participa de programas em parceria com o Ibama para promover a reintrodução de algumas espécies na natureza. Atualmente, o projeto de maior importância neste sentido é o do cardeal amarelo. “A estimativa é que no ano que vem se faça a primeira reintrodução dessa espécie. Os animais serão preparados e a área em que serão inseridos também. Teremos parceria com uma universidade que vai cuidar desta parte”, explica Tatiane Nunes. Atualmente vivem no GramadoZoo 26 aves desta espécie e a estimativa, segundo a bióloga, é que existam apenas cem na natureza. Os principais motivos de ele estar ameaçado é em função da degradação do habitat e do comércio ilegal.

 

A realidade dos animais

Quem ainda acha errado que animais fiquem expostos em zoológicos deve antes se informar de onde eles vem e entender as necessidades especiais desses bichinhos. Cerca de 80% dos animais que chegam ao GramadoZoo são vítimas de apreensões. “São animais de todas as partes do País, que geralmente as pessoas compraram, até mesmo legalmente, mas depois desistem e os abandonam”, explica a bióloga. Ela lamenta que devido a criação que tiveram eles não podem ser reinseridos na natureza, pois não sobreviveriam. Alguns também chegam doentes, atropelados ou filhotes. Tatiane lembra que o primeiro zoo do Brasil foi criado no Rio de Janeiro com a vinda da família real portuguesa e era usado apenas para demonstração das espécies. “Mas, o conceito mudou ao longo dos anos. Nós nos preocupamos com o bem-estar e a qualidade de vida do animal, se ele tem uma alimentação adequada, se o ambiente tem vegetação, se faz atividade física, se consegue sucesso na reprodução. Quando eles se reproduzem é porque estão bem”, comenta.

 

Serviço:

Onde: RS-115, km 35 (distrito de Várzea Grande), Gramado – RS (a 700 metros do pórtico de Gramado)

Ingressos: R$ 54 para adultos de 16 a 59 anos e R$ 27 para crianças de 3 a 15 anos. Pessoas com mais de 60 anos e crianças de até 2 anos é isento.

Horários: todos os dias, das 9 às 18h30 (última entrada no parque às 17 horas)

Outras informações: gramadozoo.com.br

 

Leia a reportagem completa na edição impressa da Like Magazine nº 40.

Compartilhe: