- Turismo -

ATRAÇÕES PARA VER EM TÓQUIO EM 2021

26.05.2020 por Bruna Kirsch

A metrópole mais moderna do mundo, marcada pela oposição do tradicional ao futurístico, o espera em 2021.

Foto: Adobe Stock Sim, as Olimpíadas de Tóquio, no Japão, foram oficialmente remarcadas para acontecerem entre 23 de julho e 8 de agosto do ano que vem, data alterada em função da pandemia do coronavírus. Já a Paralimpíada ocorrerá entre 24 de agosto e 5 de setembro. O lado bom disso tudo é que você terá mais tempo para programar a sua viagem (e juntar dinheiro) para conhecer uma das cidades mais surpreendentes do mundo. Que tal? Elaboramos um guia com dicas imperdíveis para visitar na sua trip, em 2021.

Foto: Adobe Stock

EXPLORE DAS ALTURAS

Foto: Adobe Stock A Tokyo Tower pode ser vista de todas as partes da cidade e é conhecida como um dos principais cartões-postais de Tóquio. Localizada no distrito de Shiba-koen, em Minato, a torre de comunicação teve sua construção inspirada na Torre Eiffel, com estrutura treliçada, e foi erguida em 1958. Com alguns metros a mais do que sua inspiração, a torre possui 333 metros de altura e é a segunda maior estrutura artificial do Japão, sendo uma das principais fontes de receitas de turismo da cidade. Os visitantes podem visitar duas plataformas de observação, uma a 150 metros de altura e a outra a 250 metros. De lá dá para se ter uma vista perfeita de toda a região, inclusive do Monte Fuji. A torre abriga ainda o FootTown, onde ficam restaurantes, lojas e museus.

 

Foto: Adobe Stock Nos últimos anos, porém, ela acabou tendo que dividir seus visitantes com uma torre ainda maior. Os japoneses inauguraram em 2012, no bairro Musashi, a colossal Tokyo Skytree, de 634 metros de altura. Ela é conhecida como a torre de transmissão mais alta do mundo e a segunda maior estrutura do planeta, perdendo somente para o Burj Khalifa, em Dubai (com 828 metros). A torre é utilizada por várias companhias de telecomunicações e possui plataformas de observação para a alegria dos turistas. Elas ficam a 350 e a 450 metros de altura. O primeiro observatório da torre, que ocupa três andares e tem capacidade para cerca de 2 mil pessoas, possui cafés, restaurantes e belos espaços que convidam a apreciação da paisagem. Mas o ponto alto (literalmente falando) é no segundo observatório. Até os mais corajosos sentem aquele friozinho na barriga. Ele ostenta o título de o mais alto observatório do Japão construído pelo homem.

DESVENDE OS PRINCIPAIS BAIRROS

Foto: Adobe Stock Que tal começar a sua visita a Tóquio por Shibuya? É lá que fica o Shibuya Crossing, que frequentemente aparece em revistas de moda e viagens ao redor do mundo. Sim, essa travessia caótica, mas milagrosamente bem organizada, se tornou um símbolo do dinamismo de Tóquio. Shibuya é o motor da moda e da arte, que define as tendências no Japão. É o maior cruzamento de pessoas do país e possivelmente do mundo. Junte-se à multidão e se disperse pelas ruas e becos para fazer compras e curtir cafés, bares e restaurantes. Por lá, gigantes telões publicitários e luzinhas de neon enchem os olhos de quem passa. O cenário lembra um pouco o da Times Square, em Nova York.

Foto: Adobe Stock Shinjuku é um paraíso frenético que funciona 24 horas por dia. Uma estação superlotada, exércitos de funcionários de escritórios, crianças em idade escolar e viajantes de todo o mundo se apoiam nos portões da estação Shinjuku dia após dia – em direção à imensa área de arranha-céus, ruas comerciais amplas, e inúmeros cafés, bares e restaurantes. Em Nishi-Shinjuku, a oeste da estação, você encontrará os altos prédios, enquanto o lado leste é o local que lhe dá acesso a compras, gastronomia e entretenimento. Banhada em neon, a área de Kabukicho é um labirinto de hotéis e locais para a folia noturna. Se você pegar a saída sul da estação, encontrará o Terminal Rodoviário de Shinjuku e modernos complexos comerciais, como o NEWoMan Shinjuku.

Foto: Adobe Stock Entre os distritos ultraurbanos de Shibuya e Shinjuku está Harajuku. É um bairro dinâmico com mil faces, onde a vegetação do Parque Yoyogi e a floresta densa e calma do Santuário Meiji Jingu coexistem com o caos urbano da Rua Takeshita Dori e as ruas secundárias cheias de lojas
e restaurantes. Harajuku é o bairro dos amantes da cultura Kawaii, que é moda entre adolescentes. Domingo suas ruas ficam lotadas. Por lá, é possível encontrar roupas, sapatos, souvernis e outros produtos por cerca de 1 dólar. Mas, se preferir lojas de grife, caminhe pela Omotesando, conhecida como a Champs Elysées de Tóquio. Lá você encontrará grandes marcas, como Louis Vuitton, Gucci, Dior... Aproveite o dia no bairro, aprecie suas construções arquitetônicas e desfrute da cultura local em cafés e restaurantes.

VISITE O SANTUÁRIO MEIJI JINGU

Foto: Adobe Stock Para sentir a real cultura japonesa, você não pode deixar de visitar o Santuário Meiji Jingu, um templo xintó dedicado ao Imperador Meiji. O impressionante portão torii marca a entrada do complexo espiritual. Trata-se de um portal xintoísta de madeira que identifica a entrada de um local sagrado. Ele indica o caminho até o honden (Main Hall). Aproveite para lavar as suas mãos na fonte Temizuya, como ritual de purifi cação. Como grande parte da cidade, o templo foi bombardeado durante a Segunda Guerra Mundial, mas sua reconstrução, em 1958, é autêntica e apresenta a influência das formas aquitetônicas tradicionais na estética moderna japonesa. Aliás, em 2020 ele celebra o centenário de sua consagração. O santuário ocupa uma grande área que atravessa Shinjuku e Shibuya e você poderá passar horas andando pelas trilhas cercadas por árvores. Dica perfeita para fugir do agito dos bairros mais movimentados de Tóquio. Depois dali, siga até o vizinho Yoyogi Park, para deitar na grama ou curtir um dos festivais de fins de semana.

FOTOGRAFE O TEMPLO SENSOJI

Foto: Divulgação Sensoji é talvez o templo mais famoso e fotografado em Tóquio. É o templo budista mais antigo da capital. Ele foi fundado em 628, mas o atual prédio de cor carmesim é muito mais moderno, pois foi reconstruído após sua destruição durante a Segunda Guerra Mundial. Ao chegar, você irá passar pelo portal Kaminarimon.
Caminhe por cerca de 200 metros e gaste um tempo entre as cerca de 90 lojas de artesanato, lembranças e petiscos da cultura local.
Eventos sazonais também são realizados por ali em algumas épocas do ano. Chegando ao templo, os rituais mais comuns que você verá são queimar incensos e tirar a sorte com os omikujis. Quem opta pela segunda, receberá sua sorte em forma de poema, com previsões para o próximo ano.

Publicidade
Publicidade
Publicidade