- Moda -

PEQUENOS E SUSTENTÁVEIS

02.09.2020 por Nelson Batista Zimmer

Quem disse que consciência sustentável tem idade? É desde pequeno que se aprende a respeitar o meio ambiente e a cultivar bons hábitos de consumo.

Foto: Adobe Stock Negócios sustentáveis voltados ao público infantil só crescem e passam a ocupar lugar de destaque entre os consumidores. Na edição passada da Like, produzimos uma matéria muito especial, apresentando brechós incríveis e muito bacanas da região. Alguns números sobre o segmento impressionam até mesmo quem não entende muito de estatísticas, mas curte moda com uma pegada consciente.

No mundo dos pequeninos, essa realidade é muito mais efetiva do que se imagina. A lógica é muito simples: crianças trocam de roupas e calçados numa velocidade incrível. Isso faz com que peças, às vezes pouco usadas, sejam substituídas por novas num piscar de olhos.

Uma alternativa para prevenir o consumo desenfreado e, certamente, economizar é recorrer, também, aos brechós para crianças. Trata-se de um universo alucinante, repleto de excelentes opções e alternativas para crianças de todas as idades e gostos. Porque uma coisa é certa: a turminha também gosta de estar na moda e de desfilar muitas tendências por aí!

UMA HISTÓRIA, TRÊS LOJAS

Foto: Divulgação Quando esperava o primeiro filho, Joici Sonda se encantou pelos brechós da capital gaúcha e imaginou que isso faria muito sucesso em sua cidade natal, Lajeado. Assim, fundou o Bambolê, brechó especializado em moda infantil, que atende crianças de zero a 12 anos. Logo, a irmã de Joici, Mireli se juntou ao negócio e ambas passaram a ser sócias, atuando como uma dupla, expandindo o negócio para mais duas lojas, em Santa Cruz do Sul e Novo Hamburgo. “O universo infantil é encantador, há muitas opções, e vi em minha necessidade o gosto por esse tipo de empreendimento, além de uma oportunidade”, pontua Joici.

MODA ABRANGENTE

Foto: Divulgação O Brechó Bambolê trabalha com roupas usadas e novas em ampla diversidade de estilos. Papais e mamães buscam preço aliado à qualidade. Crianças crescem muito rápido, logo, a troca por tamanhos novos sempre é grande. “As mamães compram mais!”, informa Mireli, quando questionada sobre quem leva mais roupas para casa. Uma variedade de marcas está à disposição dos pequenos consumidores. Entre as etiquetas nacionais e importadas mais requisitadas, circulam labels como Carter’s, GAP, Tommy Hilfiger, Paraiso, Milon, Momi e Teddy Boom. Para meninas, o volume de peças ainda é maior, avaliam as irmãs empreendedoras.

SUSTENTABILIDADE PARA O FUTURO

Para as irmãs do Bambolê, a questão da sustentabilidade é primordial. E não só pelo fato da economia financeira, mas pela oportunidade de contribuir para uma mentalidade de consumo consciente. “Quando avaliamos peças que não estão tão boas para a revenda, tentamos incentivar a doação. Assim, também ajudamos quem precisa através das nossas redes sociais”, finaliza Joici.

O Bambolê Brechó Infantil fica na Rua Marcílio Dias, 1.388, em Novo Hamburgo. Em tempos de pandemia, estão fechados. Mas, assim que retornarem, as irmãs Joici e Mireli, além da gerente Rose, atendem, também pelos telefones (51) 3939-4006 e (51) 99984-2260 ou pelo Instagram @bambolenovohamburgo.

Publicidade
Publicidade
Publicidade