- Gastronomia -

Plant-based: em 2020 você só vai ouvir falar dela!

22.01.2020 por Camila Severo

Às vezes já praticamos aquele conceito, dieta ou estilo de vida (como queiram chamar!) no nosso dia a dia, mas aí ela ganha as graças do mercado e tudo fica ainda mais fácil, conspira para que a gente esbanje saúde no prato, encontre o que gostamos com muito mais facilidade.

É este o caso da chamada Plant-based, que muitos chamam de dieta, mas é quase um estilo de vida no qual os vegetais – e os alimentos na sua forma mais natural – são a estrela do cardápio. E foi para colocar vocês neste clima que pedimos à chef Biba Retamozo receitas simples de fazer. E, por que a Biba? Porque após uma década no ramo da confeitaria, ela resolveu inovar e apostar justamente neste lado mais saudável e funcional do alimento.

“O Hi Organic Food é uma fábrica de doces free from e clean label, onde oferecemos alimentos diferentes na composição e com receitas próprias. Tudo tendo o sabor como o principal diferencial”, afirma a chef, citando terminologias que estão em alta no mercado da saúde alimentícia especialmente na Europa, mas que vêm ganhando o consumidor brasileiro: “free from” significa que sabemos de onde aquele alimento vem; já “clean label”, na tradução livre “rótulo limpo”, ainda é amplo, mas, em geral, indica que aquele alimento é o menos artifi cial possível e os ingredientes são conhecidos do consumidor.


• A Plant-based prioriza os alimentos que crescem na terra (frutas, legumes, verduras, cereais, tubérculos, leguminosas, grãos, oleaginosas e sementes) e, preferencialmente, orgânicos.

• Conforme nutricionistas, quando feita de forma correta esta dieta não deixa carências e pode suprir as necessidades nutricionais do organismo.

• Esta não é necessariamente uma dieta vegetariana ou vegana, já que a carne pode sim estar presente – pode haver a eliminação ou apenas a redução do consumo de produtos de origem animal. Já os alimentos industrializados ultraprocessados são retirados do cardápio.

Pedimos à chef receitas com a dieta que vai dominar as mesas e ganhar o seu paladar neste ano:

Foto: Bruno Alencastro

Cestinhos de alho-poró

INGREDIENTES
• 50ml de azeite extravirgem
• 300g de massa filo
•1 alho-poró
•1 pitada de sal
• pimenta-do-reino a gosto

MODO DE PREPARO
• Higienize bem o alho-poró, cuidando para retirar bem a terra. Corte todo ele em rodelinhas inclusive a parte alta (verde-escura), pois tudo será aproveitado.
• Refogue o alho-poró no azeite, com uma pitada de sal (e pimenta, se gostar), por aproximadamente 5 minutos.
• Faça os folhados: corte a massa filo em retângulos de 5cm x 3cm e monte os cestinhos em formas pequenas de empada. O ideal é colocar 4 folhas em cada, para fi car bem crocante, alternando os sentidos da massa. Recheie até a beirada e use mais um quadradinho para fechar. Leve ao forno preaquecido a 150º C por aproximadamente 15 minutos.
• Quando estiver dourado está pronto.

Rende 24 unidades!

Foto: Bruno Alencastro

Risoni vegetariano

INGREDIENTES
• 50ml de azeite extravirgem
• 200g de risoni
• 1 xícara de uva-passa ou damasco
• 1 xícara de sementes de abóbora
• 1 xícara de nozes
• 1 xícara de castanhas de caju
• ½ xícara de tomates secos picadinhos
• sal a gosto
• pimenta-do-reino a gosto
• manjericão para decorar

MODO DE PREPARO
• Preaqueça o forno a 180º C. Leve à fervura uma caçarola grande com água e sal.
• Cozinhe o risoni até que fi que no ponto. Escorra, coloque azeite extravirgem e reserve.
• Asse as sementes de abóbora por cinco minutos, até dourarem. Deixe esfriar.
• Acrescente as uvas (ou damasco), as castanhas, as nozes e os tomates à tigela do risoni, misturando bem.
• Tempere com sal e pimenta, junte as sementes de abóbora tostadas e decore com manjericão.
• Pode ser servido como salada (gelado), como entrada (morno) ou como prato principal (quente).

Rende 24 porções!

Foto: Bruno Alencastro

Trufas de coco

INGREDIENTES
• 1 xícara de tâmaras
• 1 xícara de cacau em pó (+ ½ para enrolar os docinhos)
• 2 xícaras de açúcar mascavo
• 1 copo de leite de coco
• 300g de chocolate vegano (a partir de 60% cacau)
• 1 xícara de castanhas do Pará
• 2 colheres (sopa) de óleo de coco


MODO DE PREPARO
• Hidrate as castanhas por pelo menos 12 horas antes de realizar a receita (coloque-as em um pote com água e deixe na geladeira. Escorra e aplique à receita).
• Processe as castanhas com o óleo de coco até que se forme uma pasta.
• Enquanto isso, leve ao fogo uma calda com as tâmaras, o cacau, o açúcar e o leite de coco.
Quando ferver, desligue e acrescente o chocolate.
Mexa até derreter.
• Agregue a calda ainda quente às castanhas, batendo sempre.
• Retire do processador e reserve, sob refrigeração, até poder enrolar (aproximadamente duas horas).
• Enrole como brigadeiro e finalize no cacau.

Rende 30 unidades!

A chef
Jornalista de formação, Biba, 39 anos, atuou por 10 anos na área, até que decidiu estudar para ser cozinheira, padeira e confeiteira. Trocou as letras pelas panelas e desenvolveu suas próprias técnicas, fazendo, por uma década, sucesso com sua Maria Bolachinha, em Porto Alegre. Hoje, aposta em um modelo próprio de indústria contra o desperdício e focada no sabor dos doces funcionais.

Publicidade
Publicidade
Publicidade