- Decoração -

O CALOR DO ACONCHEGO NOS DIAS FRIOS

25.06.2020 por Gabriela Cardoso

Chegamos à estação mais fria do ano. Nessa época, tudo o que mais queremos é estar em um ambiente aconchegante, que nos traga calor e conforto. E é exatamente essa sensação que a designer de interiores Giseli Koraicho, do escritório Infinity Spaces, trouxe para a sala de lareira desta residência. Um casal e seus três filhos buscavam por um lugar, em Alphaville/SP, onde pudessem reunir os amigos e curtir a vida.

Foto: Eder Bruscagin/Divulgação


A designer conta que o sonho do casal era ter uma casa com pé-direito duplo. E eles não apenas realizaram esse desejo, como também ficaram com um ambiente deslumbrante logo na entrada da residência. “O destaque desse projeto é a lareira, que neste ambiente de pé-direito duplo e com os pendentes, proporciona aconchego ao espaço. É um lugar que dá vontade de ficar”, comenta Giseli.

Foto: Eder Bruscagin/Divulgação O projeto da lareira, assinado pelo escritório Oswaldo Floriano Arquitetura – assim como o restante da casa –, foi criado também para servir de decoração. Em mármore Armani Gris, obras de arte e elementos decorativos complementam o espaço, que sozinho já brilhava. Outro ponto que chama a atenção é o cuidado com os detalhes, que trazem sofisticação e comodidade para a sala. “Quisemos trabalhar o verde, com vasos, plantas e também no sofá que liga a sala com lareira ao living. Tivemos bastante preocupação com a iluminação, para ficar algo bem acolhedor”, explica a designer de interiores.

“Eles procuravam uma casa que tivesse os ambientes integrados. Pediram por um espaço que fosse moderno, com elementos e materiais atemporais. As cores usadas também foram com tons que proporcionassem aconchego”, completa Giseli.

Foto: Luis Gomes/Divulgação Não ter um espaço grande para fazer uma sala de estar com lareira não significa que você não possa ter um cantinho aconchegante no seu lar. É o caso deste apartamento de 53m² no bairro Ipiranga, em São Paulo. Um casal recém-casado, mudando-se para o primeiro imóvel, queria um espaço que fosse acolhedor e mutável, que pudesse acompanhar o seu dia a dia com o passar dos anos. Para esses casos, as lareiras ecológicas são a melhor opção. Além de serem ecologicamente corretas, são compactas e adaptáveis. “Para não ter o incômodo de queimar lenha, de armazená-la em casa, fora todo o lado ecológico, colocamos
essa lareira que funciona com álcool cereal, que é um álcool próprio para ela”, explica o arquiteto Bruno Moraes, do escritório Bruno Moraes Arquitetura, responsável pelo projeto. O item completa um cantinho de leitura, com uma poltrona aconchegante para ler, relaxar ou até mesmo trabalhar.

Foto: Luis Gomes/Divulgação O desafio de Moraes para este projeto estava em criar um ambiente modificável, aconchegante e prático. O uso de cimento queimado no teto gerou dúvidas, mas no fim acabou por deixá-lo mais aconchegante do que um teto branco. “Quando você usa muito branco, o seu cérebro vai remeter a um ambiente frio. Então, quisemos fazer de propósito ele com um cimento queimado para trazer aconchego para o apartamento.”

O móvel onde fica a lareira foi feito com vergalhão de obra e com nichos adaptáveis. “São nichos iguais que você consegue realocar como quiser. Você pode remover um cubo com porta, por exemplo, e encaixar no buraco de baixo. Ou seja, ele é totalmente modular, você monta de acordo com a sua necessidade”, completa Moraes.

Publicidade
Publicidade
Publicidade